Brasil: Da euforia ao pesadelo: a insuficiência do desempenho da economia para remediar as contas públicas

O resultado primário das contas públicas de janeiro foi superavitário, independentemente do critério usado para apurá-lo. No conceito de Governo Central, ele foi de R$ 31,07 bilhões. No conceito Consolidado, que reúne as contas fiscais (e, portanto, exclui as previdenciárias) Continue lendo Brasil: Da euforia ao pesadelo: a insuficiência do desempenho da economia para remediar as contas públicas

Sergipe: Involução das transferências obriga mudanças na gestão financeira e expõe superestimação dos tributos estaduais

As transferências federais reais caíram, no acumulado do ano (-34,8% para o FPE, -40,2% do FUNDEB e -99,9% dos royalties). Com relação ao planejado (orçado), as receitas primárias correntes diminuíram R$ 97 milhões e houve uma redução do FPE equivalente Continue lendo Sergipe: Involução das transferências obriga mudanças na gestão financeira e expõe superestimação dos tributos estaduais

Brasil: Dívida estadual contamina e pode escamotear a situação de endividamento do Governo Federal

Se a deterioração das contas fiscais vem se aprofundando desde, pelo menos 2014, a dívida pública aumentou de patamar neste ano de 2017, basicamente por conta do endividamento interno líquido. No mês de agosto, a dívida interna líquida atingiu R$ Continue lendo Brasil: Dívida estadual contamina e pode escamotear a situação de endividamento do Governo Federal

Sergipe: Gastos com pessoal do Governo do Estado ultrapassa novamente o limite prudencial

Os gastos com pessoal atingiram 47,08% da receita corrente líquida no final do primeiro quadrimestre de 2017 e ultrapassaram os 46,55% que é o limite prudencial, com o que o governo não pôde contratar, aumentar salários, ou remanejar pessoal com Continue lendo Sergipe: Gastos com pessoal do Governo do Estado ultrapassa novamente o limite prudencial